Quinta-feira, Setembro 16, 2021
- PUBLICIDADE -spot_img
InicioCulturaÁfrica do Sul propõe 30% de conteúdo local na Netflix para aumentar...

África do Sul propõe 30% de conteúdo local na Netflix para aumentar as receitas das Licenças de Televisão

- PUBLICIDADE -

O Departamento de Comunicações e Tecnologias Digitais da África do Sul (DCDT) está a trabalhar no sentido de impor 30% de conteúdos locais em serviços de vídeo a pedido (Vod) incluindo a Netflix e a Dstv’s Showmax.

Como parte das propostas do departamento num livro recentemente elaborado, apresentado esta semana ao Parlamento sul-africano, as plataformas de streaming serão mandatadas para oferecer pelo menos 30% de conteúdo sul-africano. O Director da política de radiofusão do DCDT, Collin Mashile, declarou durante a sua apresentação que a revisão da política era necessária para apoiar a transmissão de conteúdos locais no sector da radiofusão.

“Quando os serviços de assinatura de vídeo a on demand chegam e operam na África do Sul, 30% do seu catálogo de oferta de conteúdos deve ser sul-africano”, disse Collin Mashile, Director Chefe da política de radiofusão do DCDT. “O que significa é que estamos a tentar criar oportunidades para o sector da produção e da indústria criativa”, acrescentou.

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. Ao se inscrever no nosso newsletter, você concorda com nossos Termos de uso e Política de privacidade.

- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here