Sábado, Fevereiro 27, 2021
Inicio Histórias de Moçambique A história do Banco de Moçambique
- PUBLICIDADE -

A história do Banco de Moçambique

O Banco de Moçambique (BM) é o banco central da República de Moçambique, criado em 1975, dia 17 de Maio, através do Decreto nª 2/75, como forma de honrar assinatura dos Acordos de Lusaka de 1974, tendo herdado o património e valores do Departamento de Moçambique, do Banco Nacional Ultramarino. O Banco de Moçambique tem a sua sede  na capital do país, Maputo, e até 2005 somente tinha representações regionais na Beira e Nampula, tendo mais tarde expandido em outras delegações nas capitais provinciais.

Antes, o  Banco de Moçambique tinha a função comercial, a qual foi dissolvida em 1992 e adoptada uma nova  função de banco central, no mesmo ano, segundo  aprovou à Lei 1/92, de 3 de Janeiro – Lei Orgânica do Banco – que estabelece a natureza, objectivos e funções do BM como Banco Central. Tendo essa lei como Com  principal objectivo a preservação da moeda nacioal.

A história do BM está visivelmente ligada à evolução do país.

O marco muito importante de 1980, no dia 16 de Junho,  foi a substituição, da moeda colonial (o escudo) pelo metical, missão essa  operada com total sucesso e em  pouco tempo.

Em 2015, o BM aprovou a sua quarta geração de Plano Estratégico para o triénio 2015/2017. O mesmo representa um instrumento de gestão que conduz a instituição ao cumprimento, com sucesso, das suas funções e atribuições consagradas na Lei Orgância.

Funções do BM segundo a lei Orgânica

Banqueiro do Estado; Conselheiro do Governo no domínio financeiro; Orientador e controlador das políticas monetária; e cambial Gestor das disponibilidades externas do País Intermediário nas relações monetárias internacionais; Supervisor das instituições financeiras.

Visão e valores do BM

 A Visão Estratégica do Banco de Moçambique é consolidar-se como uma instituição de excelência que contribui para a estabilidade macroeconómica do País.

 Os valores organizacionais do Banco de Moçambique são representados pela sigla “TEACHA”:

  • Transparência;
  • Envolvimento;
  •  Auto desenvolvimento;
  • Competência;
  • Honestidade;
  • Assiduidade.

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. Ao se inscrever no nosso newsletter, você concorda com nossos Termos de uso e Política de privacidade.

- PUBLICIDADE -
Top Stories

XipalaPala podcast

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

MDM diz que “não há espaço” para indicação de presidente interino

O PORTA-VOZ do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), Sande Carmona, disse ontem (25) que não há espaço para indicação...

COVID-19: AstraZeneca produz fora da UE metade das doses a dar à União Europeia

A farmacêutica AstraZeneca está a trabalhar a nível global para garantir a entrega de 180 milhões de doses de...

Cresce o nível de insegurança na República Centro-Africana

O nível de segurança de mulheres e jovem contínua longe do desejável na República Centro-Africana (RCA),considera a directora do...

COVID-19: Moçambique recebe as primeiras 200 mil doses da vacina

Moçambique recebeu esta quarta-feira, as primeiras doses de vacinas para a imunização contra a COVID-19. Nesta fase a prioridade...

Aumentam as taxas de insegurança alimentar em alguns países centro-americanas

As taxas de insegurança alimentar subiram em 400 por cento em quatro nações centro-americanas desde 2018. Trata-se de El...
- PUBLICIDADE -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here