Sexta-feira, Agosto 14, 2020
Inicio Histórias de Moçambique Entenda mais sobre a cultura do povo Macua

Entenda mais sobre a cultura do povo Macua

Os filhos pertencem a linhagem da mãe e são subordinados ao “mwene”   do nihimo, que é o irmão mais velho da mãe. É uma sociedade uxorilocal, isto é, o homem tende se deslocar ao nihimo da sua esposa.

Introdução

O povo macua constitui cerca de um terço da população moçambicana. É descendente dos Bantu, originário da região Centro-Africana(grande lagos), ou seja das grandes Florestas congolesas, que se migraram para  a região  Austral a procura de terras que fossem propícia para a agricultura.

Actualmente, o povo macua vive numa área do Norte de Moçambique, com cerca de 300 000Km2, que abrange parte das províncias de Cabo Delgado, Niassa, Nampula e Zambézia, é delimitado, a norte, pelo rio Rovuma; a leste, pelo oceano Índico; a sul, pelo rio Licungo, nas proximidades do rio Zambeze e a oeste, pelo rio Lugenda.

Também se encontram macuas, embora em número mais reduzido que em Moçambique, na Tanzânia e no Malawi devido às migrações do século XIX. Igualmente se encontram grupos de macuas em Madagáscar, Ilhas Seychelles e Maurícias, devido ao comércio de escravos durante os séculos XVIII-XIX.

Como base da estrutura social e política dos macuas está o “nihimo” tribo. Eles sustentam a explicação como sendo legítima a descendência da proveniência feminina, isto é, matrilinear. “Na filiação matrilinear, a família pode ser um conjunto de indivíduos de vários segmentos de linhagem consanguíneos pertencentes a uma mulher, antepassada conhecida, a cabeça da linhagem como referência comum de lado materno. Outros indivíduos doutras linhagens, também podem fazer parte deste coletivo ou pelo casamento, ou desde que haja concordância entre todas as partes.”

Os filhos pertencem a linhagem da mãe e são subordinados ao “mwene”   do nihimo, que é o irmão mais velho da mãe. É uma sociedade uxorilocal, isto é, o homem tende se deslocar ao nihimo da sua esposa.

Na etnia macua cada parte da linhagem (família) tem a sua própria autoridade, que é o atata, tio materno ou seja o irmão mais velho da mãe de uma determinada família, o qual é, por isso, o chefe de um grupo de unidades interinas. O conjunto de todas asitata em um decano que é o chefe do escalão imediatamente superior o chefe da linhagem (clã), chamado humo. Ele é autoridade do conjunto das partes duma determinada linhagem que formam a primeira unidade social macua chamada nloko (clã com os mesmos  avós).

Em ordem ascendente imediatamente superior encontra-se o chefe de um conjunto de clãs que vivem numa determinada povoação. Este chefe é chamado mwene. (chefe máximo).

Os filhos passam toda a primeira infância na dependência da casa, sobretudo da mãe. A criança aprende as noções básica sobre a conduta social, sendo que esta, ensina aos filhos mais novos a falar e tratar as pessoas de forma respeitosa.

Receber notícias por e-mail

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. Ao se inscrever no nosso newsletter, você concorda com nossos Termos de uso e Política de privacidade.

- PUBLICIDADE -
Top Stories

XipalaPala podcast

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

500 Moçambicanos repatriados pelas autoridades sul-africanos

Um número de 500 moçambicanos foi repatriado ao seu país de origem pelas Autoridades Sul-africanas, como medida de prevenção...

A história do Banco de Moçambique

O Banco de Moçambique (BM) é o banco central da República de Moçambique, criado em 1975, dia 17 de...

Suicídio é a segunda principal causa de morte entre os jovens

A cada 40 segundos, uma pessoa morre de suicídio no mundo. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS)...

África CDC e parceiro lançam ferramentas para avaliar o impacto e propagação da COVID-19

O Centro Africano para Controle de Doenças (África CDC) e a agência African Risk Capacity (ARC) anunciaram ontem o...

Cidade de Maputo atinge nível de transmissão comunitária da COVID-19

A cidade de Maputo passou ao padrão de transmissão comunitária da COVID-19. A declaração foi feita pelo Ministério da...
- PUBLICIDADE -

A história do Banco de Moçambique

O Banco de Moçambique (BM) é o banco central da República de Moçambique, criado em 1975, dia 17 de Maio, através do Decreto nª...

Herança do curandeirismo em Moçambique

Sons atípicos de tambores e cânticos altos, descrevem os locais onde muitos moçambicanos se refugiam em busca de tratamento tradicionais para resolver seus problemas...

Moçambique tem um dos dez mais bravos fiscais de reservas do continente africano.

A Fundação Alibaba edição 2020 mencionou  , fiscal da Reserva Especial de Maputo, no Ranking dos dez mais bravos fiscais do Continente Africano, com...

Conheça os recursos minerais existentes em Moçambique

Moçambique é um país rico em diversificados recursos minerais do Rovuma ao Maputo. E actualmente o maior investimento é voltada a exploração de gás...

Moçambique: A morte na cultura macua

Tal como acontece no nascimento também na morte, existe uma série de ritos que são praticados em cerimónias para encaminhamento da vida eterna. É de...

“Moçambique” Cultura Sena – Chisena

Sena é a língua predominante em Tete e Noroeste. Nesta região, a base da alimentação é a mapira, milho, meixoeira-cereais de alto poder nutritivo....

Origem do Xichangana e suas características

Xichangana é uma língua de origem “bantu”, falada na região sul de Moçambique, exactamente na província de Gaza e na  província de Maputo, nos distritos...

Grupos étnicos – região centro de Moçambique

Nos séculos I a IV, a região começou a ser invadida pelos Bantu que eram agricultores e já conheciam a metalurgia do ferro. A...

História da zona centro de Moçambique

Foi o ouro que determinou a fixação na costa do Oceano Índico, primeiro dos mercadores e colonos árabes oriundos da região do Golfo Pérsico,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here