Quinta-feira, Setembro 16, 2021
- PUBLICIDADE -spot_img
InicioNotícias"A farmacêutica Johnson & Johnson não deve exportar as vacinas produzidas em...

“A farmacêutica Johnson & Johnson não deve exportar as vacinas produzidas em África” defende OMS

- PUBLICIDADE -

A Organização Mundial da Saúde (OMS) apelou, esta quarta-feira, à farmacêutica Johnson & Johnson (J&J), a não enviar as vacinas contra a COVID-19 produzidas na África do Sul para países ricos. A agência, lembrou que o continente enfrenta escassez de vacinas em África.

O director geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse durante uma conferência de imprensa que a J&J deve priorizar a distribuição de vacinas em África antes de enviar para os países ricos. Tedros Adhanom Ghebreyesus pediu também à farmacêutica suíça Roche para distribuir de forma equitativa o fármaco “tocilizumab”, que a agência das Nações Unidas recomendou em Junho para o tratamento de casos graves de COVID-19.

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. Ao se inscrever no nosso newsletter, você concorda com nossos Termos de uso e Política de privacidade.

- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here