Terça-feira, Setembro 28, 2021
- PUBLICIDADE -spot_img
InicioInternacionalAumentam as taxas de insegurança alimentar em alguns países centro-americanas

Aumentam as taxas de insegurança alimentar em alguns países centro-americanas

- PUBLICIDADE -

As taxas de insegurança alimentar subiram em 400 por cento em quatro nações centro-americanas desde 2018. Trata-se de El Salvador, Guatemala, Honduras e Nicarágua. Os dados foram divulgados, esta terça-feira, pelo Programa Mundial de Alimentação (PMA). Os dados do PMA revelam que, desde 2018, o total de afectados por insegurança alimentar subiu de 2,2 milhões para oito milhões.

De acordo com o PMA, a crise de fome foi provocada pela COVID e eventos climáticos extremos. O chefe do PMA para a América Latina e Caribe, Miguel Barreto, disse que a recuperação deve ser longa e lenta. Barreto disse ainda que por causa da pandemia os alimentos ficaram mais caros nestas regiões.

Miguel Barreto lembrou também dos furacões que afectaram as regiões, o que dificultou o acesso a alimentos para mais fragilizados. No início de fevereiro, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) revelou que a pandemia da COVID-19 deixou 270 milhões de pessoas a passar fome em 2020. Na ocasião, o secretário-geral OCDE, Ángel Gurría, disse que o problema vai continuar enquanto a pandemia persistir.

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. Ao se inscrever no nosso newsletter, você concorda com nossos Termos de uso e Política de privacidade.

- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here