Domingo, Março 7, 2021
Inicio Notícias Cirurgias de cataratas reduzem para metade em Moçambique
- PUBLICIDADE -

Cirurgias de cataratas reduzem para metade em Moçambique

O número de cirurgias de catarata no país reduziu de 10 mil em 2019 para cinco mil em 2020. Os dados foram divulgados esta quinta-feira pelo chefe do Programa Nacional de Oftalmologia, Mariamo Abdala, durante o lançamento do Relatório Mundial sobre a Visão.

Abdala informou que a redução das cirurgias foi causada pelo impacto da pandemia da COVID-19. Abdala acrescentou também que as restrições na prestação de cuidados de saúde não urgentes e redução de campanhas de cirurgias a cataratas são as principais causas da redução de cirurgias de cataratas no país.

Com os novos dados, Moçambique fica mais longe de alcançar as metas definidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A agência recomenda que por cada milhão de habitantes devem ser feitas duas mil cirurgias de cataratas. Moçambique faz apenas 300 cirurgias por cada milhão de habitantes.

O director nacional de Assistência Médica, Ussene Isse, destacou a falta de especialistas em saúde ocular no país. Segundo Isse, o país tem 34 médicos oftalmologistas para cerca de 30 milhões de habitantes.

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. Ao se inscrever no nosso newsletter, você concorda com nossos Termos de uso e Política de privacidade.

- PUBLICIDADE -
Top Stories

XipalaPala podcast

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

COVID-19: UNICEF emite alerta para saúde mental de 330 milhões de crianças e adolescentes

Cerca de 330 milhões de crianças e adolescentes confinados no contexto da pandemia da COVID-19 correm risco de desenvolver...

África CDC espera treinar 150 epidemiologistas no continente africano

Cento e cinquenta epidemiologistas serão treinados para aumentar a capacidade das instituições de saúde em África. A iniciativa divulgada,...

PMA prevê expandir ajuda a cerca de 500 mil pessoas em Cabo Delgado

O Programa Mundial de Alimentação (PMA) prevê expandir ajuda a cerca de 500 mil pessoas afectadas pela crise humanitária...

Moçambique espera vacinar 16 milhões de pessoas até 2022

Moçambique quer vacinar 16 milhões de pessoas contra a covid-19 até 2022, meta que corresponde a toda a população...

Cidadão morto por rejeitar cerimónia tradicional em Mandlakazi

Um cidadão de 60 anos de idade foi morto à catanada pelo seu próprio filho, de 27 anos, no...
- PUBLICIDADE -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here