Segunda-feira, Setembro 27, 2021
- PUBLICIDADE -spot_img
InicioNotíciasCOVID-19: Massinga e Maxixe apresentam as maiores taxas de transmissão em Moçambique

COVID-19: Massinga e Maxixe apresentam as maiores taxas de transmissão em Moçambique

- PUBLICIDADE -

Massinga e Maxixe apresentam a maiores taxas de sero-prevalência do novo coronavírus do país, com 7,4 e 5,5 por cento respectivamente. Os dados divulgados, na última quarta-feira, são do Inquérito Sero-epidemiológico da COVID-19 realizados nas duas cidades da província de Inhambane, entre os dias 8 de novembro e 3 de dezembro.

Segundo o documento do Instituto Nacional de Saúde (INS), entre os grupos profissionais, as Forças de Defesa e Segurança (FADM) apresentam a maior taxa de exposição ao novo Coronavírus nas duas cidades. Massinga, com nível mais alto de exposição, apresenta uma taxa de transmissão de 18,1 por cento para as FADM seguido de atendentes dos estabelecimentos comerciais, com 10,9 e vendedores de mercados com 8,9 por cento.

O INS já realizou o inquérito em 13 cidades moçambicanas, das quais Massinga e Maxixe encabeçam a lista, seguidas de Chokwé com 5,3 por cento, Beira (5,2 por cento), Nampula (5,0 por cento), Maputo (3,8 por cento). Na lista estão, igualmente, Xai-Xai (3,7 por cento), Matola (3,6 por cento), Pemba e Quelimane com 2,5 por cento, Chimoio (1,4 por cento), Tete e Lichinga com 0,7 por cento.

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. Ao se inscrever no nosso newsletter, você concorda com nossos Termos de uso e Política de privacidade.

- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here