Segunda-feira, Setembro 27, 2021
- PUBLICIDADE -spot_img
InicioNotíciasCOVID-19: Pandemia causa retrocesso global nos direitos sexuais e reprodutivos

COVID-19: Pandemia causa retrocesso global nos direitos sexuais e reprodutivos

- PUBLICIDADE -

As medidas adoptadas pelos governos e as autoridades sanitárias durante a pandemia da COVID-19, tais como lockdowns, quarentena ou reorganização dos serviços de saúde, causaram retrocesso no acesso aos cuidados de saúde sexual e reprodutiva, principalmente no caso das mulheres e raparigas.

O acesso ao controlo da natalidade é uma das questões de saúde sexual e reprodutiva que tem sido mais afectada pela pandemia. O Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA) revelou que em 114 países de baixo e médio rendimento, mais de 47 milhões de mulheres não têm acesso a contraceptivos.

E a cada prolongamento de três meses das medidas, até dois milhões de mulheres não teriam acesso aos métodos contraceptivos modernos. O encerramento das escolas, por exemplo, uma medida implementada a nível mundial, também levou a uma redução do acesso à informação e educação sexual. Os direitos sexuais e reprodutivos são reconhecidos como importantes instrumentos na protecção da dignidade humana, contribuindo para a equidade de género, para o direito fundamental à saúde e para a autonomia pessoal.

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. Ao se inscrever no nosso newsletter, você concorda com nossos Termos de uso e Política de privacidade.

- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here