Domingo, Setembro 19, 2021
- PUBLICIDADE -spot_img
InicioNotíciasCultivo do tabaco coloca em risco a biodiversidade em Moçambique

Cultivo do tabaco coloca em risco a biodiversidade em Moçambique

- PUBLICIDADE -

O cultivo do tabaco constitui uma séria ameaça à biodiversidade e é provável causa de desflorestação e desertificação em muitos países, incluindo Moçambique. A informação consta de um relatório sobre a produção e comércio do tabaco em África, divulgado esta segunda-feira, pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Para a OMS, o tabaco é uma ameaça a muitos recursos da terra. Seu impacto é sentido de maneiras que vão além dos efeitos do fumo liberado no ar. O cultivo do tabaco destrói o ambiente e ameaça a saúde. Os riscos de saúde a que os agricultores são expostos incluem a doença de tabaco verde.

A doença é causada pela nicotina que a pele absorve durante o tratamento das folhas molhadas, o uso pesado de pesticidas e a exposição ao pó do tabaco, avança o relatório. O documento realça ainda, as tendências no cultivo e produção do tabaco, bem como o comércio dos seus derivados, como o cigarro.

A terceira edição do Relatório Global da OMS sobre Tendências na Prevalência do Consumo de Tabaco 2000-2025 indica que na Região Africana os usuários adultos aumentaram de 64 milhões em 2000 para 73 milhões em 2018. A nível global, as cifras registaram uma redução de 60 milhões no mesmo período. Cerca de 1.77 por cento do PIB de Moçambique advém da exportação do tabaco.

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. Ao se inscrever no nosso newsletter, você concorda com nossos Termos de uso e Política de privacidade.

- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here