Domingo, Março 7, 2021
Inicio Internacional Vacina contra Ébola chegou na segunda-feira à Guiné-Conacri
- PUBLICIDADE -

Vacina contra Ébola chegou na segunda-feira à Guiné-Conacri

Guiné-Conacri adia a chegada de 11 mil doses de vacinas contra o Ébola por causa do nevoeiro que impediu o avião de aterrar. A informação foi revelada pelo responsável da agência sanitária do país, Sakoba Keita.

As vacinas enviadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) deviam chegar por avião na tarde de último domingo ao aeroporto da capital, Conacri, antes de serem encaminhadas em outro voo para Nzerekore, no sudeste do país, região de fronteira onde morreram cinco pessoas com a febre hemorrágica.

É a primeira vez que a doença ressurge na África Ocidental depois da epidemia que durou de 2013 a 2016, e que causou mais de 11.300 mortes, sobretudo na Guiné-Conacri, na Libéria e em Serra Leoa.

 O avião partiu na manhã de domingo de Genebra, onde fica a sede da OMS, e devia chegar a meio da tarde, mas por causa do nevoeiro, não conseguiu aterrar e seguiu para Dakar, no Senegal, de onde deverá tentar chegar novamente a Conacri esta segunda-feira.

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. Ao se inscrever no nosso newsletter, você concorda com nossos Termos de uso e Política de privacidade.

- PUBLICIDADE -
Top Stories

XipalaPala podcast

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

COVID-19: UNICEF emite alerta para saúde mental de 330 milhões de crianças e adolescentes

Cerca de 330 milhões de crianças e adolescentes confinados no contexto da pandemia da COVID-19 correm risco de desenvolver...

África CDC espera treinar 150 epidemiologistas no continente africano

Cento e cinquenta epidemiologistas serão treinados para aumentar a capacidade das instituições de saúde em África. A iniciativa divulgada,...

PMA prevê expandir ajuda a cerca de 500 mil pessoas em Cabo Delgado

O Programa Mundial de Alimentação (PMA) prevê expandir ajuda a cerca de 500 mil pessoas afectadas pela crise humanitária...

Moçambique espera vacinar 16 milhões de pessoas até 2022

Moçambique quer vacinar 16 milhões de pessoas contra a covid-19 até 2022, meta que corresponde a toda a população...

Cidadão morto por rejeitar cerimónia tradicional em Mandlakazi

Um cidadão de 60 anos de idade foi morto à catanada pelo seu próprio filho, de 27 anos, no...
- PUBLICIDADE -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here