Segunda-feira, Setembro 20, 2021
- PUBLICIDADE -spot_img
InicioPodCastXipalapala Info do dia 07 de Julho

Xipalapala Info do dia 07 de Julho

Sabia que deve continuar praticar exercícios mesmo durante a pandemia? A prática regular de actividade física melhora a capacidade de resposta do corpo, em caso de doença, para além de trazer muitos outros benefícios físicos e psicológicos. Para evitar o contacto com outras pessoas e reduzir o risco de infecção pela COVID-19, prefira praticar exercícios físicos em casa. Pode saltar a corda, caminhar em volta da casa, subir e descer as escadas ou mesmo dançar.

- PUBLICIDADE -

Pemba: Inquérito sero-epidemiológico vai abranger 4 mil pessoas

Quatro mil pessoas residentes na cidade de Pemba, serão abrangidas pelo inquérito sero-epidemiológico que arrancou ontem, para aferir o nível de transmissão comunitária da COVID-19 na província de Cabo Delgado. O inquérito terá a duração de dez dias e irá abranger pessoas de vários segmentos da sociedade em diversos bairros da cidade. De acordo com o Director de Inquéritos no Instituto Nacional de Saúde, Sérgio Chicumbe, serão usados testes rápidos para ter conhecimento da extensão da pandemia na cidade de Pemba e identificar focos de transmissão comunitária da COVID-19 na região. Os resultados inquérito permitirão focalizar as acções de controle da pandemia. Numa primeira, fase o inquérito sero-epidemiológico foi realizado na Cidade de Nampula,
também por estar no nível de transmissão comunitária. A província de Cabo Delgado tem o cumulativo de 286 casos positivos, dos quais 153 permanecem activos, 134 estão recuperados e um óbito.

Tuberculose: Cerca de 200 mil crianças morreram em 2017

De acordo com as estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), um milhão de crianças teve tuberculose e 233 mil crianças morreram devido a doença em 2017. No entanto, acredita-se o número real da tuberculose em crianças seja maior devido ao desafio no diagnóstico da tuberculose infantil.

Segundo a OMS, as crianças podem apresentar tuberculose em qualquer idade, mas em países endêmicos da Tuberculose (TB), é comum entre o primeiro e quarto ano de vida. A OMS recomenda a vacina neonatal BCG em países ou locais com alta incidência de tuberculose.

A vacinação com BCG previne formas graves da doença em crianças. A não vacinação de bebés pode causar um aumento de casos Tuberculose e mortes relacionadas a doença. A OMS e seus parceiros desenvolveram um roteiro para alcançar a meta de zero mortes por TB em crianças de todo o mundo. Para o alcance da meta definiu-se como actividades a advocacia, maior comprometimento, mobilização de recursos crescentes e um esforço conjunto de todas as partes envolvidas na prestação de cuidados de saúde para crianças e no controle da TB.

África Subsaariana e Ásia registam cerca de 80 por cento das mortes materno-infantil

Um estudo realizado pela ONU e outras organizações em 2019, mostra desigualdades entre regiões, apontando que mulheres e crianças na África Subsaariana enfrentam mais riscos de morte do que em outras regiões do mundo.

As taxas de mortalidade materna são 50 vezes maiores para as mulheres africanas e os seus bebés que têm 10 vezes mais probabilidades de não sobreviver no primeiro ano de vida, quando comparadas com os países de alto rendimento, aponta o estudo. Uma em cada 37 mulheres desta região correm o risco de morrer durante a gravidez ou o parto, enquanto uma em cada 6.500 mulheres enfrentam o mesmo risco na Europa. Em 2018, uma em cada 13 crianças na África Subsaariana morreu antes dos cinco anos, diferente de países desenvovidos, onde uma em cada 196 têm probabilidade de morrer antes de atingir esta idade.

As regiões da África Subsaariana e do sul da Ásia, afectadas por conflitos e crises humanitárias e com sistemas de saúde fracos, registam cerca de 80 por cento das mortes maternas e infantis. As Nações Unidas assinalam que a cada 11 segundos morre uma mulher no parto ou um bebé à nascença. As estimativas revelam ainda que 6,2 milhões de crianças com menos de 15 anos, 5,3 milhões das quais antes dos cinco anos, morreram em 2018 e 290 mil mulheres morreram de complicações durante a gravidez e o parto em 2017.

SABIA QUE…
Sabia que deve continuar praticar exercícios mesmo durante a pandemia? A prática regular de actividade física melhora a capacidade de resposta do corpo, em caso de doença, para além de trazer muitos outros benefícios físicos e psicológicos. Para evitar o contacto com outras pessoas e reduzir o risco de infecção pela COVID-19, prefira praticar exercícios físicos em casa. Pode saltar a corda, caminhar em volta da casa, subir e
descer as escadas ou mesmo dançar.

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. Ao se inscrever no nosso newsletter, você concorda com nossos Termos de uso e Política de privacidade.

- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img
spot_img
- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here